• AbrePaz

Nota pública nr. 001/2021 - Sobre a chacina do Jacarezinho

Fundada sobre os princípios de democracia, transparência, pluralismo de ideias, inclusividade, diversidade e não-violência, a Abrepaz repudia o assassinato de 29 pessoas - até o dia de hoje - na maior chacina da história do Estado do Rio de Janeiro.

Questionamos os métodos violentos e o não cumprimento de decisão do Supremo Tribunal Federal, que decidiu não permitir operações policiais em comunidades durante o periodo da pandemia.

O Direito à Vida foi seriamente violado e todos os Direitos Humanos foram desrespeitados nessa ação policial que teve a complacência de autoridades e trabalhadores que, a princípio, deveriam servir e proteger a sociedade.

Vidas - prioritariamente vidas negras que vivem em situação de vulnerabilidade - foram interrompidas de forma abrupta, sem chance de defesa.

Não nos é possível naturalizar e tampouco justificar ações violentas em nome da manutenção da paz e da ordem.

A Guerra, de qualquer natureza, não traz a Paz, como a história nos tem mostrado ao longo dos milênios.

Só o diálogo, a alteridade, a inclusão, a não-violência e o entendimento, bem como a implantação de programas sociais de apoio a famílias em situação de vulnerabilidade, desde a primeira infância até a velhice, é que poderão gerar a Verdadeira Paz.

Os 29 cidadãos mortos têm nome e um papel em seus núcleos familiares. São filhos e serão ancestrais de gerações que nascerão sob o estigma da violência, da barbárie e do desrespeito, como vem acontecendo com muitos, desde a chegada dos primeiros colonizadores ao Brasil. E já sabemos que isto não tem contribuído para a construção de uma Sociedade em que o respeito, a civilidade e a não-violência suplantem as dificuldades geradas da condição humana.

Terminamos lamentando mais uma vez a violência brutal e esperamos uma ação independente e rigorosa das instituições nacionais e internacionais, que desempenham papel relevante na defesa da Vida e dos Direitos Humanos.

Nossos mais profundos sentimentos de solidariedade aos familiares e amigues de todas as vítimas.




Brasil, 11 de maio de 2021

Associação Brasileira Espírita de Direitos Humanos e Cultura de Paz - Abrepaz

Diretoria Executiva


16 visualizações0 comentário